Manter o site, de um modo geral custa tempo e dinheiro, mas fazemos isso porque acreditamos que o nosso trabalho é importante. Saiba mais

Encontre o local que faça a coleta ou e reciclagem dos resíduos sólidos e perigosos. Clique aqui

N

NANO-SUPPLY CHAIN – Menor conceito de cadeia de abastecimento (começa com oabastecimento de matéria-prima pelo fabricante, com produção otimizada, e termina com o produto acabado).

NÃO – CONFORMIDADE – Deficiência de ação, característica ou documento, exigido porprojeto ou norma técnica, que torna a qualidade de um serviço ou produto inaceitável, exigindo disposição, ação corretiva e/ou preventiva.

NAVIO DE CARREGAMENTO VERTICAL (LIFT-ON LIFT OFF VESSEL – LOLO) – Embarcação da qual as operações de carga e descarga são realizadas por guindastes

NAVIOS DE ABASTECIMENTO (FEEDER SHIP) – Navios usados para servir portosalimentadores de um porto hub servido por navios-base.

NECESSIDADE BRUTA (GROSS REQUIRIMENT) – Quantidade e tempo dasnecessidades totais de um material em particular, sem considerar disponibilidades de estoques ou recebimentos programados.

NECESSIDADE FINAL (ALL-TIME REQUIREMENT) – A necessidade total dedeterminado produto esperado no futuro. Nota: Usado para produtos na última fase do ciclo de vida, quando a produção está (quase) encerrada.

NECESSIDADE LÍQUIDA (NET REQUIREMENTS) – Necessidade bruta menos estoquedisponível e recebimentos programados. A necessidade líquida ainda deve ser corrigida conforme tamanho de lote e lead time.

NECESSIDADE POR PERÍODO (FIXED-PERIOD REQUIREMENT) – Dimensionamentode lote para determinar a quantidade de pedido de acordo com a demanda durante uma série de períodos.

NECESSIDADES FIXAS POR PERÍODO (FIXED PERIOD REQUIREMENTS) – Técnicade dimensionamento de lote que determina a quantidade de pedido conforme a demanda por uma série de períodos.

NECESSIDADES RELACIONADAS (PEGGED REQUIREMENT) – Instruções dadas porum vendedor para um banco com eleito do comprador poder coletar os documentos necessários para obter a entrega dos produtos somente mediante pagamento da fatura.

NEGÓCIO ELETRÔNICO (E-BUSINESS) – E a estratégia de inserção da empresa na Internet com o objetivo de automatizar suas atividades em várias áreas, como as comunicações internas e externas, a transmissão de dados, os controles internos, o treinamento de pessoal e os contatos com fornecedores e clientes. Termo que é mais frequentemente aplicado aos negócios resultantes do uso da tecnologia digital e da Internet como principal meio de comunicação e interação.

NIOSHI – National Institute for Occupational Safety and Health – Instituto norte-americanoque responde pelo desenvolvimento de normas de segurança e saúde ocupacional.

NÍVEL DE AGREGAÇÃO (AGGREGATION LEVEL) – Ponto-limite para a agregação deprodutos no planejamento.

NÍVEL DE ESTOQUE – Quantidade de materiais que estão realmente à mão no estoquedisponível para uso.

NÍVEL DE ESTOQUE DESEJADO (TARGET INVENTORY LEVEL) – Entre mínimo emáximo, nível médio de estoque. Considera estoque desejado o ponto de pedido, acrescentado de metade da quantidade de suas variáveis.

NÍVEL DE FABRICAÇÃO (FABRICATION LEVEL) – Nível mais baixo de produção nosistema MRPII. Os únicos artigos a este nível são os componentes (em distinção dos conjuntos e subconjuntos). Estes componentes podem ser comprados em fontes externas, ou serem fabricados dentro da organização.

NÍVEL DE PLANEJAMENTO (PLANNING LEVEL) – Nível ao qual o planejamento refere-se na hierarquia de planejamento: estratégia (plano organizacional), política (plano mestre) e controle (programa mestre de produção). Os planos de um nível especifico de planejamento têm alguns aspectos em comum: nível de agregação, horizonte (ex. 2 anos), período de planejamento.

NÍVEL DE SERVIÇO AO CLIENTE (CUSTOMER SERVICE LEVEL) – Medida dedesempenho da entrega geralmente em forma de porcentagem. Em uma empresa que produz contra previsão, este percentual geralmente representa o número de itens constantes no pedido do cliente durante determinado período, que pode ser atendido pelo estoque. Em uma empresa que fabrica mediante pedido, geralmente trata-se de uma comparação feita entre o número de itens expedidos em determinado período de tempo e o número de itens que deveriam ter sido expedidos naquele mesmo período.

NÍVEL DE SERVIÇO LOGÍSTICO – Refere-se especificamente à cadeia de atividades queatendem as vendas, geralmente se iniciando na recepção do pedido e terminando na entrega do produto ao cliente e, em alguns casos, continuando com serviços ou manutenção do equipamento ou outros tipos de apoio técnico. (definição de Warren Blanding).

NÍVEL MÁXIMO (ORDER-UP-TO LEVEL) – Em um sistema de estoque min-máx, oequivalente ao máximo. O estoque alvo é igual ao ponto de pedido mais uma quantidade variável de pedido.

NIVEL ÚNICO ONDE USADO (SINGLE-LEVEL WHERE-USEI) – Para um componentelista cada item em que aquele componente é usado diretamente e em que quantidade. Estas informações geralmente são disponibilizadas através da técnica conhecida como implosão.

NIVELADORA – Equipamento que efetua o nivelamento da via.

NIVELAMENTO CONTÍNUO – Operações de colocação da superfície de rolamento dalinha na devida posição em perfil

NIVELAMENTO DA PRODUÇÃO (PRODUCTION SMOOTHING) – Termo usado paradescrever as tentativas de nivelar a produção.

NIVELAMENTO DA VIA FÉRREA – Colocação ou reposição da superfície de rolamentoda via na devida posição em perfil.

NIVELAMENTO DE JUNTA – Operação de altear isoladamente as juntas, com socariados dormentes de junta e guarda, visando colocá-las no mesmo plano da fila dos trilhos, correspondente à rampa do trecho onde são executados os trabalhos.

NIVELAMENTO DE PEDIDOS (SECOND- ORDER SMOOTHING) – Método denivelamento exponencial para situações de tendências que emprega duas médias previamente computadas, os valores nivelados de modo Individual ou conjugado, para extrapolar no futuro.

NM – Milha Marítima.

– Ponto fixo no sistema logístico de uma empresa em que os produtos ficam emespera; inclui fábricas, armazéns, fontes de abastecimento, etc.

NOMENCLATURA COMBINADA (COMBINED NOMENCLATURE) – Nomenclatura deprodutos estabelecida pelo conselho das Comunidades Européias para atender as exigências das tarifas alfandegárias e de estatísticas comerciais externas da Comunidade Européia.

NON MOVING – Materiais encontrados em uma empresa e que não se movimentaramnos últimos dois meses.

NORMA (STANDARD) – Especificação técnica ou outro documento de domínio público,preparado com a colaboração e consenso ou aprovação de todas a partes interessadas. baseados em resultados conjugados da ciência, da tecnologia e da experiência, visando a otimização de benefícios para a comunidade no seu conjunto e aprovado por um organismo para tal juridicamente qualificado a nível nacional, regional ou internacional. Nota: Uma especificação que corresponda a todas as condições indicadas nesta definição pode, por vezes, ser designada por outro termo, por exemplo, “recomendação”. Em certos Idiomas, a palavra “norma” é frequentemente utilizada em sentido que difere do expresso nessa definição e, nesse caso, refere-se a uma especificação técnica que não satisfaz a todas as condições indicadas, por exemplo, “normas de empresa”.

NORMA DE RECEBIMENTO – Documento emitido pela engenharia de produto, queacompanha as fichas de engenharia e é utilizada pela engenharia de materiais, como condição contratual de fornecimento e utilizado para exame e conferência dos materiais entregues na empresa.

NOTA DE ENTREGA (DELIVERY RECEIPT) – Cópia da nota de frete assinada e datadapelo destinatário. Indica que o transportador realizou o serviço especificado no conhecimento de embarque e que portanto, está legalmente autorizado a pagar os custos de transporte. A nota de entrega e os produtos são deixados com os entregadores para que eles possam comparar os produtos. Os transportadores às vezes enviam a nota de entrega por correio previamente à entrega dos produtos, Na prática. a nota de entrega pode ser uma duplicata da nota de consignação.

NOTA DE EXPEDIÇÃO (SHIPPING NOTE) – Fornecida pelo embarcador ou seu agentepara transportador ou outra autoridade de recebimento, com informações sobre remessas de exportação para transporte, e respectivos recibos e declarações dos responsáveis.

NOTA DE RECEBIMENTO DE PEDIDO (ORDER ACKNOWLEDGEMENT) – Notificaçãode um fornecedor para um cliente que recebeu o pedido.

NOTIFICAÇÃO ANTECIPADA DE EXPEDIÇÃO (ADVANCED SHIPMENT NOTIFICATION) – Notificação de um fornecedor para um cliente que recebeu o pedido.

NOTIFICAÇÃO ELETRONICA DE EMBARQUE (TENDERING LOAD NOTIFICATION) – Notificação relacionada ao recebimento de algo como produtos, mensagens e documentos.

NR – Número do Fornecedor

NUMERAÇÃO EUROPÉIA DE ARTIGOS (EUROPEAN ARTICLE NUMBERING – EAN) – Código para identificar produtos em supermercado e similares. Nota: O código foi elaborado pela European Arficle Number Association em Bruxelas que representa a Nalional EAN Associalions nos países integrantes.

NÚMERO DA CONTA (ACCOUNT NUMBER) – Definido pelo transportador paraidentificar o embarcador no processo de cobrança. Normalmente aparece no manifesto, etiquetas de embalagem e livro de registro de coletas.

NÚMERO DE LOCALIZAÇÃO INTERNACIONAL (INTERNATIONAL LOCATION NUMBER – ILN) – Identificação de um endereço logístico e identificação dos produtosatravés do EAN.

NÚMERO DE LOTE (BATCH NUMBER) – Código para identificar o ponto específico dafabricação de um produto ou montagem.

NÚMERO DE PEÇA (PART NUMBER) – Código ou número de um item, identificaçãoúnica de uma peça específica, para uso do fabricante e do usuário.

NÚMERO DE RASTREAMENTO (TRACKING NUMBER) – Geralmente constituído decódigo de barras, é designado por transportador para identificação de embalagens individuais e rastreamento num sistema de distribuição, bem como para rastrear embalagens via internet.

NÚMERO DO ITEM (ITEM NUMBER) – Numero que serve para identificar individualmentecada item.

NVOCC – Operador de Transporte Marítimo Sem Embarcação.