Encontre o local que faça a coleta ou e reciclagem dos resíduos sólidos e perigosos. Clique aqui

Wander Fleur

Cientistas elaboraram 10 regras para o plantio de árvores

Árvore errada no lugar errado pode fazer mais mal do que bem

Os cientistas propuseram 10 regras de ouro para o plantio de árvores, que eles dizem que deve ser uma prioridade para todas as nações nesta década.

O plantio de árvores é uma solução brilhante para combater as mudanças climáticas e proteger a biodiversidade, mas a árvore errada no lugar errado pode fazer mais mal do que bem, dizem especialistas no Royal Botanic Gardens, Kew.

“Plantar as árvores certas no lugar certo deve ser uma prioridade para todas as nações, pois enfrentamos uma década crucial para garantir o futuro do nosso planeta”, disse o Dr. Paul Smith, pesquisador do estudo e secretário-geral da instituição de conservação Botanic Gardens Conservation International, em Kew.

Markus Spiske

Uma série de ambiciosos projetos de plantio de árvores estão em andamento em todo o mundo para substituir as florestas que estão sendo perdidas.

Boris Johnson, primeiro-ministro do Reino Unido, disse que pretende plantar 30.000 hectares (300 km²) de nova floresta por ano em todo o Reino Unido até o final deste parlamento.

Um movimento liderado pela África para plantar um muro florestal de 8.048 km para combater a crise climática está prestes a se tornar a maior estrutura viva da Terra, três vezes o tamanho da Grande Barreira de Corais da Austrália.

No entanto, o plantio de árvores é altamente complexo, sem solução universal fácil.

“Se você plantar as árvores erradas no lugar errado, você pode estar fazendo mais mal do que bem”, disse a pesquisadora principal, Dra Kate Hardwick, da RBG Kew.

Muitas vezes florestas naturais repletas de plantas, animais e fungos são substituídas por plantações comerciais com fileira sobre fileira de árvores de madeira, que serão colhidas após algumas décadas, disse ela à BBC News.

“O que estamos tentando fazer é encorajar as pessoas, sempre que possível, a tentar recriar florestas semelhantes às florestas naturais e que proporcionam múltiplos benefícios para as pessoas, o meio ambiente e para a natureza, bem como capturar carbono.”

A revisão da pesquisa, publicada na revista Global Change Biology, constatou que, em alguns casos, o plantio planejado de árvores não aumenta a captura de carbono e pode ter efeitos negativos.

Essa são as 10 regras de ouro elaboradas pelos cientistas:

Proteger as florestas existentes primeiro

Manter florestas em seu estado original é sempre preferível; florestas antigas não danificadas absorvem melhor o carbono e são mais resistentes ao fogo, tempestades e secas. “Sempre que há uma escolha, ressaltamos que parar o desmatamento e proteger as florestas remanescentes deve ser uma prioridade”, disse o prof. Alexandre Antonelli, diretor de ciência da RGB Kew.

Coloque as pessoas locais no centro de projetos de plantio de árvores

Estudos mostram que colocar as comunidades locais a bordo é a chave para o sucesso dos projetos de plantio de árvores. Muitas vezes são as pessoas locais que têm mais a ganhar cuidando da floresta no futuro.

Maximizar a recuperação da biodiversidade para atingir múltiplas metas

O reflorestamento deve ser sobre vários objetivos, incluindo a proteção contra as mudanças climáticas, melhorar a conservação e proporcionar benefícios econômicos e culturais.

Selecione a área certa para reflorestamento

Plantas em áreas que foram historicamente florestadas, mas se tornaram degradadas, em vez de usar outros habitats naturais, como pastagens ou pântanos.

Use o recrescimento natural da floresta sempre que possível

Deixar as árvores crescerem naturalmente pode ser mais barato e eficiente do que plantar árvores.

Selecione as espécies de árvores certas que podem maximizar a biodiversidade

Onde o plantio de árvores é necessário, colher as árvores certas é crucial. Os cientistas aconselham uma mistura de espécies de árvores naturalmente encontradas na área local, incluindo algumas espécies raras e árvores de importância econômica, mas evitando árvores que podem se tornar invasivas.

Certifique-se de que as árvores são resistentes para se adaptar a um clima em mudança

Use sementes de árvores adequadas para o clima local e como isso pode mudar no futuro.

Planeje com antecedência

Planeje como obter sementes ou árvores, trabalhando com a população local.

Aprenda fazendo

Combine conhecimento científico com conhecimento local. O ideal é que testes em pequena escala ocorram antes do plantio de muitas árvores.

Faça com que pague

A sustentabilidade do replantio de árvores recai sobre uma fonte de renda para todos, incluindo os mais pobres.